Café beira rio 2
Leitor

Prefeitos da região de Jacobina durante ato de lançamento da Policlínica de Jacobina 

Na tarde desta quarta-feira (06.11), o governador Rui Costa assinou o  documento que garante a construção de uma policlínica na região de Jacobina. A solenidade, realizada no Salão de Atos da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador,  contou com a presenças de vários prefeitos, secretários de saúde, além de Kátia Alves, diretora do Núcleo Regional de Saúde do Centro Norte.  A policlínica, que será construída em Jacobina, irá  beneficiar cerca de 400 mil pessoas, distribuídas entre os  municípios da região.

O protocolo de intenções é o passo inicial para a operação do Consórcio Público de Saúde das regiões de Senhor do Bonfim e Jacobina. “Pulverizar recursos afeta a qualidade do atendimento. Regionalizar a saúde é uma estratégia que se mostra eficaz em diversos países desenvolvidos espalhados pelo mundo. É isso que estamos realizando com as policlínicas. Estamos mudando o modo de fazer política pública de saúde na Bahia”, afirmou Rui.

Cada policlínica receberá investimentos da ordem de R$ 24 milhões, custeados totalmente pelo Estado. Os recursos serão aplicados em infraestrutura e aparelhos de última geração. Os gastos com a manutenção do equipamento serão divididos entre o governo estadual e os municípios consorciados. “Uma vez estabelecido o consórcio, medidas legais são tomadas, e a obra é licitada e executada em nove meses, em média”, explicou o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas.

Caém, Caldeirão Grande, Capim Grosso, Jacobina, Mairi, Miguel Calmon, Mirangaba, Mundo Novo, Ourolândia, Piritiba, Quixabeira, São José do Jacuípe, Saúde, Serrolândia, Umburanas, Várzea da Roça, Várzea do Poço e Várzea Nova fazem parte do consórcio da região de Jacobina.

Além da policlínica, serão oferecidos micro-ônibus para levar os pacientes até a unidade de saúde. “Essa policlínica é um importante avanço para transformar Jacobina em um polo de saúde”, comemorou o prefeito do município, Luciano Pinheiro

As policlínicas oferecem uma gama diversificada de exames de alta e média complexidade, com destaque para ressonância magnética, tomografia, mamografia, ultrassonografia com doppler, ecocardiografia, ergometria, mapa, holter, eletroencefalograma, eletromiografia, raio-x, eletrocardiograma, endoscopia, colonoscopia, nasolaringoscopia, colposcopia, histeroscopia e cistoscopia. Também serão realizados procedimentos de vasectomia, cauterização, pequenas cirurgias e cuidados com o pé diabético, além de biópsias de mama, tireoide, próstata, dérmica, gastroenteral, entre outras.

“A policlínica vem para minimizar o sofrimento das pessoas que atualmente precisam fazer tratamento fora do seu domícílio, sendo obrigadas a percorrer longas distância, principalmente, para Feira de Santana e Salvador", destacou Adilson Nascimento, prefeito dd Mirangaba.